sexta-feira, 30 de junho de 2017

O primeiro post antes da uma nova rúbrica


Para explicar aos leitores do blog que lá por haver gravidez muito desejada aqui por estas bandas este não se vai tornar num baby blog. É das coisas que mais me chateia como leitora assídua de um blog, que quem o escreve se deixe levar pelo entusiasmo do momento e só fale do assunto que é alvo da sua atenção. Nem sempre são os bebés, ás vezes é um casamento, ou na pior das hipóteses um funeral, mas quem segue uma determinada pessoa porque escreve sobre viagens,cozinha, leitura, beleza, qualquer que seja a temática e de repente o assunto passa a ser 90% outro, enche o saco com facilidade. Por isso sim, vou passar a ter uma nova rubrica, porque o assunto bebé é incontornável mas será apenas 1 dia por semana dedicado ao tema.

quinta-feira, 29 de junho de 2017

A nova fase


E eu com falta de tempo para dormir. Quer dizer... para dormir mais.

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Encontrar soluções

É nisso que eu sou boa. A maioria das pessoas passa uma vida inteira sem saber qual é o seu verdadeiro talento. O meu é resolver problemas que aparentemente não têm solução. O modus operandis nem sempre é o melhor... passo alguns dias de mau humor, implicante e a dormir mal. A seguir fico deprimida e finjo que não quero saber. Depois da birra surge a solução. Normalmente isto acontece tudo no prazo de 1 semana. E hoje foi dia de mais um problema resolvido. Um daqueles problemas que significa paz de espírito até ao final do ano.


terça-feira, 27 de junho de 2017

O melhor presente do mundo

E aos 35 anos recebi a prenda que mais desejava!


segunda-feira, 26 de junho de 2017

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Separar o trigo do joio

Tenho duas amigas de família que passam muito tempo juntas. Resolvi ligar para cada uma delas a combinar virem cá a casa tomar um café porque tinha o novidade para lhes contar pessoalmente. Disse os dias em que estaria em casa e para elas organizarem quando lhes dá mais jeito cá virem. Uma delas não se organizou e tem muito que fazer e vai ficar com a vida atrapalhada por tirar 30 minutos para cá vir. Curiosamente é a mesma pessoa que vive na minha rua e que todos os domingos de manhã quando encontra sr Fofinho no café lhe diz que tem que vir cá a casa porque nunca está comigo. Curiosamente também foi a minha mãe que ficou com o filho dela até fazer 1 ano porque o dinheiro era pouco para pagar uma ama. Eu convidei para dar pessoalmente a noticia da minha gravidez. Perante este quadro a consideração passou a ser zero. E as coisas mudam, porque se antigamente ficava chateada com cenas destas mas não mudava o meu comportamento, neste momento posso garantir que a consideração zero se vai manter até pelo menos à maioridade do meu filho.


quinta-feira, 22 de junho de 2017

Produtos novos que estou a adorar

Não há um bom titulo para este género de posts. São realmente aquilo que são - produtos de beleza que estou a gostar de experimentar e partilho aqui.

Este spray da revlon é um all in one com 10 benefícios, tem um cheiro maravilhoso, mas a mais valia é que tem filtro solar uva e uvb para usar na praia. Estão a ver aqueles óleos protectores da loreal e kerastase que custam os olhos da cara? Pois este é tão bom quanto esses e custa metade do preço. Dica da cabeleireira brasileira Fernanda Nabuco a trabalhar em Londres. Cá podem encontrar o produto na pluricosmética.

E este é o meu novo queridinho da protecção solar. Aquele que uso religiosamente todos os dias quer faça chuva ou sol. É um fluido mineral, o que significa que fica optimo na pele, quer usem ou não maquilhagem. É a primeira vez que uso um produto da marca isdin, mas a verdade é que já tem lugar cativo no meu coração e com uma boa relação qualidade preço. Claro que tudo isto pode mudar se entretanto viajar para o oriente e puser as minhas mãozinhas num bioré. Mas até lá, vai ser este que me vai fazer companhia.

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Hello summer


Começa o verão e finalmente baixam as temperaturas. Muita gratidão pelo ar fresco que por aqui passa!

terça-feira, 20 de junho de 2017

Imparável

Não há nada como umas unhas vermelhas para melhorar a auto estima de uma mulher. Então a combinação de unhas vermelhas das mãos e pés, mais um batom dá um bost incrível! Estou pronta para o que aí vem!




segunda-feira, 19 de junho de 2017

sábado, 17 de junho de 2017

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Mom Guerlain

Caso não alguém não tenha ideia do que oferecer. Eu sei que é caro, mais caro que a maioria dos perfumes no mercado, mas pode ser o de 50 ml que fico feliz.



quinta-feira, 15 de junho de 2017

E para hoje temos isto

Também pensei que pode ser carência de vitamina b, excesso de hormonas ou falta de sol. Natural, porque mesmo tomando suplemento de d3 ainda ninguém me levou à praia este ano.


A seguir dei um "estalo" a mim própria e tudo teve que entrar nos eixos. É que eu nunca fui o tipo de mulher que precisou ser levada fosse onde fosse. Sempre fui sozinha. Porque é que parei de o fazer?

quarta-feira, 14 de junho de 2017

terça-feira, 13 de junho de 2017

Das últimas semanas



O segredo está em saber onde ir buscar amor, estima, admiração e apoio.

segunda-feira, 12 de junho de 2017

domingo, 11 de junho de 2017

sábado, 10 de junho de 2017

As coisas da vida

Temos que conhecer bem os nossos limites para saber até onde podemos ir. Também temos que nos saber compensar, porque quando tudo corre mal só podemos recorrer a nós próprios. E eu tive uma noite da treta, com uma manhã que começou mal e em que os mundos cá de casa colidiram. A diferença foi que desta vez eu não cedi. Sr Fofinho foi fazer o seu primeiro dia de praia com o amigo e eu também não. Fiquei em casa com os bichos e fiz limpezas e arrumações que é algo que resulta muito bem quando me encontro chegadinha aos nervos. E resolvi algumas coisas da minha imensa lista de tarefas pendentes, o que também me dá algum descanso. Quanto ao resto, se há pessoa que se sabe compensar e reconfortar sou eu. É que nem ele nem vocês imaginam o quanto eu sou boa a ser boa para mim...


É hoje é hoje

O primeiro dia de praia! E a verdade é que estou mesmo a precisar, porque sol e mar é das coisas que mais me deixam descontraída.


sexta-feira, 9 de junho de 2017

Boys will be boys

Um dos melhores amigos de Sr Fofinho traiu a mulher. Até aqui nada de surpreendente a não ser o facto de por um lado eu já ter previsto que isso ia acontecer, porque ele nunca foi apaixonado por ela e de ter realmente entendido o que aconteceu assim que a mulher começou a deixar recados nas redes sociais. Andei a pressionar Sr Fofinho para saber o que realmente se passa, essencialmente porque gosto de constatar que as minhas teorias estão certas e porque ele sempre descredibilizou a minha opinião em relação a este assunto. De resto tanto me dá se traiu, se estão juntos ou separados ou o que fazem da vida deles. É a vida deles e sou pouco dada a juízos de valor. Interessa-me muito esta história porque este ano supostamente eles iriam passar 1 semana de férias em nossa casa no Algarve e eu estava muitíssimo contrariada com isso, porque o meu convite sempre foi para 1 fds e não para uma semana inteira. Não tenho a menor vontade de passar 1 semana das minhas férias com pessoas que conheço mal e que ainda por cima têm 1 criança de ano e meio e que obviamente obriga a que todos mudem os seus ritmos e horários. Pode ser que o que era para ser, já não seja...


Ainda assim a dificuldade e contrariedade que Sr Fofinho teve em explicar o que se passou, só demonstra por um lado que os homens se defendem e protegem sempre de todas as mulheres (as deles e as dos outros) e o quanto ele está longe da minha verdadeira natureza, que a mim dá-me igual que o amigo tenha traído a mulher com outra ou com um quartel de bombeiras. Depois também vejo aqui muita dificuldade em Sr Fofinho dar a mão à palmatória e dizer - caramba a minha mulher tem sempre razão! Nem nestas coisas ela se engana.

quinta-feira, 8 de junho de 2017

JNcQuoi - um novo vício




Aqui em casa há um hábito. Quando estou doente, triste por um motivo muito especifico ou mais em baixo Sr Fofinho compra um cartuxinho de gomas na Hussel e dá aqui à menina para me animar. Entretanto já o tinha avisado que uma vez aberta a loja Laduree em Lisboa se calhar ia ter que substituir algumas das idas à Hussel por uns macarrons. Mas nada supera a experiência de lanchar no novo espaço do JNcquoi e olhar para a montra da Laduree e tentar decidir qual é a desgraça calórica que vamos cometer nesse dia. Vendo bem as coisas há quem seja um deprimido crónico e tenha que tomar medicação todos os dias. Já eu trato as minhas pequenas coisinhas com doces caros. Cada um é para o que nasce!

quarta-feira, 7 de junho de 2017

Ainda não é desta que vou aderir aos àcidos

Ando a pensar em ácidos há quase dois anos. Com algum medo, porque tenho a pele sensível, mas a dada altura parece que os componentes mais estáveis já não fazem nada por nós. Pensei que a altura certa para começar a introduzir os ácidos na minha rotina diária de cuidados de pele seria aos 35. Estava decidido, e agora por motivos de saúde, de natureza temporária já não vai poder ser assim. Comprar cremes sempre foi um entusiasmo para mim e neste momento em que os meus estão a acabar e o aniversário desta magnifica criatura se avizinha, não sei bem o que escolher. Logo eu que andei 2 anos a namorar esta tabela para saber por onde ia começar!



terça-feira, 6 de junho de 2017

A minha semana

Começo a semana assim - com uma lista infindável de coisas para fazer sendo que a maioria delas só pode ser feita nos dias 8 e 9 e não é por falta de organização minha. Se bem que tenho um telefonema para fazer que ando a protelar e 2 coisas para vender no olx de que já podia ter tratado e começar a levar coisas para o sótão, para começar a transformar uma sala num quarto. Hoje vou ter que riscar alguma destas coisas da lista...


segunda-feira, 5 de junho de 2017

domingo, 4 de junho de 2017

É quase sempre assim


É verdade, sou mesmo assim. Quase sempre porque quero, muitas vezes porque é necessário. A questão que se impõem para quem constrói muros tão altos à sua volta, é que quando precisa sair deles para chegar a alguém já não o consegue fazer sem deixar a escada encostada ao muro para voltar se algo correr mal. E corre quase sempre mal, porque o outro vê a escada e deixa de ver o muro que estamos a tentar saltar. A partir daí tudo aquilo que digo ou  faço pode parecer menos verdadeiro, porque estou sempre com uma mão agarrada à escada...

sexta-feira, 2 de junho de 2017

quinta-feira, 1 de junho de 2017