sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Daquilo que a nossa cara metade nos faz sentir

Acho que ainda vai ser este ano, que me pede em casamento...


quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Guia de Amesterdão - Holland Pass

Com o nosso Holland Pass além de termos ido ao Arena Stadium e ao Heineken Experience tivemos dois dias dedicados aos museus. Optei por ir primeiro ao Rijksmuseum que é realmente grande e dificilmente se consegue ver em menos de 3h. Mesmo para os grandes apreciadores de arte será complicado visitar todo o quarteirão de museus num só dia. É que é mesmo grande...


Claro que se forem com pouco tempo conseguem visitar o Rijksmuseum e o museu Van Gogh no mesmo dia, mas acreditem quando vos digo que vai sair do corpinho este dia...


O Rijksmuseum está sempre cheio de gente. Fiquei com a sensação que os visitantes que só têm tempo para visitar um museu é este que escolhem.


Quem vai para o quarteirão dos museus acaba sempre por tirar a foto da praxe no I'amsterdam que fica nas traseiras do museu.


Depois lá dentro e principalmente nas salas que têm os celebres quadros de Rembrandt e alguns de Van Gogh é a loucura que se vê. Entre grupos organizados e viajantes solitários é difícil conseguir apreciar quadros como este da Ronda da Noite. O meu conselho é este: se considerarem Rembrandt um pintor importante dentro dos vossos gostos então entrem no museu logo na abertura, para poderem estar nesta ala, por volta das 10h da manhã e terem acesso aos seus quadros com outra tranquilidade.


Já eu gosto muito mais de Van Gogh e efectivamente foi bem mais fácil visitar este museu que é mais pequeno e tem menos gente que o Rijksmuseum.


E guardamos para o último dia o passeio de barco pelo canal, que é mesmo daqueles programas imperdíveis. Dá para ter uma boa noção da cidade, ficar a saber alguma da sua história e olhar para os edifícios a partir de um outro ângulo.


O preço dos passeios de barco pelos canais é de 15€ existem também roteiros nocturnos que incluem jantar.

Do alivio que é não carregar mágoas


Sentir que não carrego o peso de ter que perdoar alguém é dos melhores sentimentos com que se pode viver. Saber que nos amamos a nós próprios da melhor forma possivel e que temos noção do nosso valor e de como somos extraordinários, faz com que o perdão aos outros se torne desnecessário. Perdoar o que? E para chegar onde e provar o que? Cada um vive com as suas acções e é o seu próprio carrasco e executor. 

Ninguém gosta

Mas para um caranguejo é verdadeiramente complicado o tratamento do silêncio...


quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Empregada doméstica

Contratei pela primeira vez uma pessoa para fazer as limpezas cá em casa 2 manhãs por semana. Ela precisava de trabalho e eu preciso de ajuda que neste momento posso pagar. Não sei se serei boa patroa porque desde que a contratei que só penso na responsabilidade de ter alguém que depende de mim para ter ordenado. Devia estar a pensar se ela vai fazer bem a sua função... mas isso logo se vê a partir de 2f.



E ela é assim na versão morena. Sorridente, espiritual e faladora. Deus nos ajude...

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Um esforço

a iniciar esta semana. A ver se a mudança da hora ajuda a que não me custe acordar cedo, até porque na proxima semana já iniciam as aulas na piscina e são ás 8.50h.


Vamos ver se consigo acordar cedo para ir para dentro de água, já que para correr no parque isso não acontece...

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

domingo, 26 de outubro de 2014

Amesterdão - o que fazer?

Obviamente a resposta depende daquilo que cada um gosta. De qualquer forma não custa nada generalizar, por isso vamos pensar num programinho típico para os homens.

É isso mesmo... um tour ao estádio Arena de Amesterdão, o estádio do Ajax e antes que perguntem - sim eu também fui :-)


Ah e como é feito o tour? Basicamente temos um relações públicas do clube que nos leva aqueles sítios a que normalmente não se tem acesso, como ao próprio relvado.


Aos balneários...


E a sala de imprensa. Pelo percurso vai contando histórias sobre o clube, os campeonatos e os jogadores enquanto nos conduz por aqueles corredores a que só o staff tem acesso.


Se recomendo? É mais coisa de gajo, mas Sr Fofinho gostou bastante e eu também não perdi nada em ir conhecer o estádio. O tour custa entre 12€ a 14€ dependendo do sitio onde adquirem os bilhetes. Honestamente não daria esse valor individualmente, mas nós compramos um Holland Pass que é isto:


E como é que funciona o Hollandpass? Na pratica é um cartão onde já estão incluídos uma série de ingressos para todas as atracções da cidade sendo que por 72€ temos acesso a 7 bilhetes para usarmos à nossa escolha, apenas com a obrigatoriedade de um deles ser o Rijksmuseum, que é o maior museu da Holanda. Se este museu que tem de entrada individual o valor de 15€ não estiver na vossa lista a sítios a visitar na cidade então este cartão não é o indicado. Podem adquirir o mesmo cartão por 52€ para 5 entradas ou 35 € para duas entradas e não têm obrigatoriedade de visitar este museu, mas também me parece que não valem tanto a pena as outras opções.
Então dos 7 ingressos eu escolhi o Rijksmuseum e o museu Van Gogh e o Sr Fofinho o tour do estádio e o Heineken Experience. Os restantes bilhetes foram trocados por um passe de dois dias para os transportes públicos, um cruzeiro nos canais e um tour de autocarro panorâmico.


Então o heineken experience é basicamente um tour pela fábrica da heineken (que custa 16.50€), onde se pode acompanhar todo o processo de produção da cerveja e participar em algumas dessas fases.


A meio do percurso existe uma sala de provas, onde experimentamos desde o melaço ao produto final. Obviamente que foi a parte mais complicada da experiência no que me diz respeito, visto que eu não gosto de cerveja. 


Tal como no tour do estádio, aqui também conseguimos acompanhar a historia e evolução da marca, desde os seus valores à sua imagem. Gostei desta parte, talvez por ser formada em relações públicas e publicidade, mas notei que a maioria dos visitantes estava mais focado no bar do que propriamente na marca heineken.
Num próximo post irei escrever sobre as restantes experiências com o hollandpass.

sábado, 25 de outubro de 2014

Era uma vez uma máquia fotográfica

Que está avariada e a garantia terminou há 5 dias. Vai para a samsung para reparação, mas antes ainda espero pelo orçamento. Tenho a sensação que este Natal vou ter que comprar uma máquina nova. Se assim for garantidamente não será samsung e sendo eu a escolher terá uma cor mais animada, cor de rosa ou laranja como a minha antiga fujufilm que perdi :-(


sexta-feira, 24 de outubro de 2014

A magia do photoshop

Este tipo de fotografias aliciam qualquer viajante.


Pamukkale é lindo, é mágico mas não é bem como esta foto o pintou, principalmente nos tons de azul...





É dos lugares mais bonitos que já visitei. Aquela massa calcaria que forma aquele imenso manto branco que parece neve, não existe em mais nenhum lugar no mundo. A água é quente a mais ou menos 35 graus e tanto quanto sei antigamente podia tomar-se banho lá. Agora já só permitem molhar os pés. De qualquer forma se aquela foto alterada pelo photoshop consegue convencer a lá ir, quem lá chega não vai ficar desapontado com o que encontra.

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Almas femininas

Ontem fui ver a minha afilhada que está com quase 3 anos. Já não a via desde a Páscoa que este meu horário de trabalho é muito anti-social, mas ela não me estranhou nada.
Depois do jantar esgueirou-se para junto de mim e disse- madinha vai buscar o batom... 


Claro que nos entendemos lindamente...

A fazer batota

Já vi o anel de noivado perfeito. Já lhe disse onde o encontrar...


Não é na wmjoias mas na minha ourivesaria preferida no Almada Forum. Eu sei que é batota, mas um anel de noivado é para usar sempre, por isso convém que a noiva goste mesmo dele. 

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Guia de Amesterdão - alojamento e alimentação

Aqui está a primeira dificuldade. A combinação cidade pequena e muuuiiiiito turistica, faz disparar os preços do alojamento. Mas não é só isso...


O facto dos edificios serem tradicionalmente estreitos (muitos com apenas 3 a 4 metros de frente) faz com que os hoteis sejam pequenos e os quartos minusculos. Nós ficamos bem alojados no Royal Amesterdam, que recomendo desde já, mas tivemos que nos orientar num quarto de 10 metros quadrados mais casa de banho. Não foi fácil...


Quanto à alimentação tudo corre bem se gostarem de doces. Bolos, crepes, wafles you name it!


Comida tipica? Batatas grandes assadas com molho barnco, carne com molho e batatas fritas com maionese. É só. De resto é percorrer as ruas de Amesterdão e contar os restaurantes italianos, argentinos, indonesios e chineses que se atropelam uns aos outros porta sim, porta sim. Preços médio/alto, mas ou é isso ou fast food...


terça-feira, 21 de outubro de 2014

Se isto fosse sempre verdade...

O meu coração estaria vezes demais perdido pelos sítios onde não pode nem deve estar.


segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Guia de Amesterdão - como chegar?

Assim que chegam ao aeroporto e se o vosso hotel ficar na cidade de Amesterdão o objectivo será sempre comprar um bilhete de comboio para a central station. A zona das chegadas do aeroporto de Schiphol é também o átrio da estação de comboios. Assim nem precisam de sair do edifício para comprarem o bilhete. Existem várias máquinas onde o podem comprar por 4 euros, mas se a vossa fluência em holandês for tão nula quanto a minha vão ter alguma dificuldade em perceber as instruções que a máquina vos dá. Juntem isso ao facto de os comboios terem vários destinos, sem sabermos qual deles no seu percurso pára obrigatoriamente na central station e vão de certeza parar ao guichet onde podem colocar as vossas questões e comprar o bilhete com um assistente pelo custo de 5€, que vos indica qual é a plataforma onde devem aguardar pelo comboio e qual o número do mesmo. 


E 15 minutos depois chegam aqui à central station! Esta é a parte mais fácil, pois basta sair da estação para encontrar logo do outro lado da rua o posto de turismo e ao lado o balcão da GVB que é a companhia de transportes públicos onde podem comprar os vossos passes ou bilhetes únicos para todos os meios de transporte. O mais certo é sabendo a zona onde fica o vosso hotel que vos indiquem que é melhor comprar um bilhete único de eléctrico, que tem o custo de 2.80€ e qual é a paragem onde devem sair. Depois é só passar novamente para o outro lado da rua e apanhar um dos eléctricos que passem nas linhas A ou B conforme a zona onde estão hospedados.
Isto foi aquilo que nós fizemos, mas percebo que muita gente tem pressa em chegar a Amesterdão e agarrar uma bicicleta. Quanto a isso devem ficar com a ideia de que se não são ciclistas experientes e se têm bagagem como troleis ou sacos em vez de uma mochila que levem ás costas, se pode revelar uma péssima ideia. É que as bicicletas são aos milhares e em todos os sentidos e não conhecendo a cidade tem que se ir parando para perguntar direcções. Fazer tudo isto ao mesmo tempo que se tenta equilibrar as malas na bicicleta pode corresponder a uma ida ao hospital em vez de um check in no hotel.

domingo, 19 de outubro de 2014

Guia de Amesterdão


Antes de partir em viagem e seja qual for o destino, faço sempre trabalho de casa. Isso quer dizer que faço uma pesquisa alargada na net sobre roteiros de viagem dicas e informações de quem já por lá andou. Também procuro blogs de portugueses que vivem nessas cidades. Ultimamente tenho tido dificuldade em encontrar guias escritos pela nossa gente. No caso de Amesterdão quase só encontrei material brasileiro. Eu sei que os portugueses não viajam assim tanto, e a maioria deles não tem blogs especificos sobre viagens, mas ao ponto de encontrar meia dúzia de registos apenas, chega a ser deprimente. Então resolvi fazer um guia de viagem em Português escrito por uma portuguesa num blog que é um roteiro pessoal, mas pode ser facilmente encontrado fazendo a busca por - guia de Amesterdão.


Ponte Azul - réplica da ponte Alexandre III em Paris. Para mim a ponte mais bonita de Amesterdão.

sábado, 18 de outubro de 2014

Mala Moschino

Será desta que cometo um atentado ao orçamento?


sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Vela de pêra caramelizada edição de Natal

Já encomendei a vela da edição de Natal do catálogo Yves Rocher. Pêra caramelizada deve ter um cheiro maravilhoso!





quinta-feira, 16 de outubro de 2014

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Do oportunismo

Amiguinho fofo viaja para a Tailândia na próxima 6f. Combinei oferecer de prenda de aniversário o guia de viagem. Já no ano anterior lhe tinha dado o guia do Cambodja e Vietname, que nós somos muito originais e só oferecemos guias de viagem e bilhetes para espectáculos (excepcto as pantufas de monstro pinky winky que ganhei no último Natal). Estava tranquila da vida porque no ano passado aquilo que mais havia no mercado eram guias da Tailândia, então os da American Express era ao pontapé. Este fds quando fui para comprar constatei que lhes deram sumiço! Explicaram que quem fazia a tradução era a editora civilização que entretanto faliu e os direitos de tradução devem passar para a Porto Editora, mas até lá não se lança nada para o mercado. Óbvio que com esta situação os guias em inglês estão esgotados e com 8 semanas de tempo de encomenda mesmo na internet. Em desespero de causa fui ao OLX e encontrei um guia em 2º mão em português pelo astronómico preço de 36€! Digo astronómico porque o preço real dele seria 30.40€ e com o desconto da wook 27€. Tendo já visto contactei a vendedora e fiz proposta de compra pelo valor de 30.40€ tendo por base o site da wook. A resposta foi pronta - o valor não é negociável e não se pode basear no wook porque o guia está esgotado no mercado português. Posto isto já nem lhe respondi ao email, porque estava fora de questão pagar um valor tão inflacionado por um bem que embora esgotado não é essencial.. Oportunistas não enriquecem à minha conta. Por fim acabei por ter sorte quando ontem me lembrei que num cantinho da Cova da Piedade existe uma livraria pequenina chamada Escriba e que poderia ter o guia. Paguei 30€ por ele e o meu amigo já vai bem aconselhado para a Tailândia.



Quanto ao oportunismo talvez não compense... é que o guia em 2º mão por preço inflacionado ainda continua lá no OLX à espera que alguém lhe pegue.

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Driving Anita crazy

Lancei o desafio no facebook da minha manicure para a próxima 6f.


E a Anita aceitou!

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

domingo, 12 de outubro de 2014

Quem quer ter uma Manuela nas mamas?

Eu não. Bem sei que a roupa interior da intimissimi é gira e tem qualidade. Também sei que a marca é italiana e que Manuela é um nome bem latino. Latino e fora de moda. Afinal nenhuma de nós pensaria hoje em dia em colocar o nome Manuela a uma filha... "que me perdoem as manuelas desta vida"


Que raio lhes passou pela cabeça para chamarem Manuela ao sutiã?

sábado, 11 de outubro de 2014

Mercantina

Fui conhecer a pizzaria italiana mais falada neste momento em Lisboa. Fica muito próximo do meu local de trabalho, mas em 1h para refeição era impossivel ir jantar  descansado. Então numa destas noites de folga passei por lá para experimentar. Em poucas palavras as entradas são diferentes do tradicional, mas não sei se necessariamente para melhor...


A foccacia com alecrim estava saborosa e estaladiça, já a brochetta com cogumelos vinha num pão muito seco, os cogumelos sem grande tempero e cobertos por uma rúcula super amarga e que não contrabalançava nada naquele prato. 


Os chás são bem bons. Tão bons quanto caros. A limonada também tinha um optimo aspecto e um preço bem mais aceitável...


As pizzas são muito boas e de bom tamanho, por isso ninguém sai de lá com fome. Têm preços entre os 9€ e os 12.50€ o que penso ser dentro do normal para este tipo de restaurante no centro de Lisboa.


Na verdade quando vamos a uma pizzaria o mais importante é encontrar uma boa pizza e nesse aspecto o Mercantina não desilude. Os preços são os esperados para um restaurante na moda em Lisboa. Sobre as sobremesas não posso falar porque já não havia barriga para tanto... de resto é um espaço grande e barulhento. Se forem com um grupo têm mesmo que reservar porque está sempre cheio. Dava-lhe um 6 numa escala até 10, porque não amei o ambiente e detestei os donos do restaurante. São aquele tipo de pessoas que por terem um negócio com algum sucesso se colocam à porta com um ar emproado e um livro de reservas, esquecendo que a ideia de uma pizzaria é ser um local de boa comida, animado e acolhedor. Se queriam tanto ter um restaurante de sucesso que lhes permitisse ter alguém só encarregue do livrinho das reservas e um maître a acompanhar os clientes tinham aberto um restaurante de cozinha internacional, ou perguntado ao Olivier qual é o segredo do seu sucesso.

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Na panela

É impossível não coleccionar pérolas quando trabalhamos com uma criatura que sofre de verborreia crónica.
Então dizia ela assim - a qualidade da mulher vê-se na panela.
Eu penso que se estava a tentar referir àquele ditado com o qual não concordo, que diz que os homens se prendem pela mesa e pela cama. E eu não concordo porque basta haver dinheiro para que se possa ir "jantar" fora. E mesmo os que não têm dinheiro, conseguem sempre ir petiscando, basta para isso haver vontade.


Dito isto, espero que nunca tentem aferir a minha qualidade como mulher tentando cozer-me na panela...

Rodrigo Leão -"Voltar"





Para ouvir nas manhãs de chuva...

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Viciada na Blacklist

Aqui está um casting feliz.



O James Spader tem um charme inigualável a desempenhar este papel.

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Liliput confessions

Vamos fazer de conta que não sou comprometida....


Este olhar deixa-me siderada. Haverá sempre um cantinho nesta casa, guardado para o Agualusa.