segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

domingo, 21 de janeiro de 2018

Afinal era assim tão fácil... e barato


Desde que fiz cirurgia de by pass gástrico que tenho que fazer análises super, hiper mega completas 2 vezes por ano. Essas análises incluem a verificação dos níveis de vitamina d e fiquei por isso a saber que apesar de viver num país cheio de sol, sofro como a maioria dos portugueses, com a insuficiência desta vitamina. Desde que esse facto me foi revelado que comprei uma série de suplementos no celeiro, em ervanárias, nos sites de suplementos para desportistas. Todos caros e sem resultados espantosos. No último mês da gravidez os meus níveis de vitamina d arrastavam-se pelas ruas da amargura, porque a suplementação não pode ser feita durante a gestação. Então nesta última consulta o cirurgião decidiu intervir e receitou uns mega shots de vitamina d que fui buscar à farmácia. Basicamente é apenas 1 comprimido mensal que promete resolver esta carência e pelo que percebi há quem os tome de forma habitual durante os meses de inverno. Ah e o custo para 3 meses é o mesmo que um suplemento de ervanária que dura apenas 1 mês. Fiquei a pensar - PORQUE RAIO É QUE O MÉDICO NÃO ME RECEITOU ISTO MAIS CEDO?

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

ESTRELA D'ALVA - Zeca Afonso- Cantiga de Embalar

Coisas que só se descobrem, depois de ser mãe. Esta música cantada pelo Zeca Afonso acalma a psique esfrangalha desta mãe, pelo choro do bebé. Ao bebé talvez não faça diferença nenhuma, mas a mim de certeza que me embala.

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Pequenos luxos


Aproveito sempre os saldos para preparar a próxima estação de perfumes e velas para a casa. Sei que nos dias que correm, isto é um pequeno luxo, mas é essencial para me sentir bem no espaço onde vivo. Da zara home trouxe o difusor de ambiente, da rituals a vela para colocar no meu cantinho da maquilhagem e da primark as velas mais comuns para usar nos dias em que recebo visitas em casa. A primavera já está assegurada!

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Até aos próximos saldos

1 semana depois de ser mãe, deixei o bebé em casa com o pai e fui às compras. Precisava de calças e de leggings que comprei. De collangs térmicos e meias pretas que também comprei. Não precisava de mais nada, mas para celebrar 2 anos de cirurgia de by-pass trouxe um vestido. E depois outro porque merecia depois de 17 horas de trabalho de parto. Entretanto também me veio parar às mãos uma camisa e uns brincos. Não precisava de nada disto, mas soube-me muito bem. E agora ficamos por aqui até aos próximos saldos. É a chamada combinação do não preciso de mais nada, com o saí da primeira consulta do pediatra e percebi que este ano vamos gastar 500 euros em vacinas fora do plano nacional de vacinação. Glupp...


segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Em estado barroco

Tenho para mim, que as mães ficam mais criativas quando vivem em privação de sono. Ainda nenhuma se lembrou de chamar estado barroco à nossa figura nas primeiras horas matinais...