sábado, 30 de dezembro de 2017

Para a passagem de ano







Seria este vestido da Zara. Um clássico que fica sempre bem.

terça-feira, 26 de dezembro de 2017

Se estivessem todos caladinhos...

Esta incapacidade que as pessoas têm para estar caladas é alarmante. Pior ainda é que as que mais falam são as mais idiotas e desconcertantes. Mulher grávida ainda sofre mais com as estúpidas opiniões alheias que quase nunca são solicitadas. Como vivo rodeada de gente muito perturbada e alheada da realidade, aquilo que dizem sempre me entrou por um ouvido e saiu rapidamente pelo outro. Ainda assim já me brindaram com - ai a tua barriga descaiu muito! O bebé vai nascer esta semana, de certeza. Entretanto passou um mês a a mesma pessoa diz - ah a tua barriga continua muito subida. Conclusão? Não tenho barriga, tenho um yo-yo!
Outra pessoa - ai o bebé vai nascer dia 22 de Dezembro, porque eu não acredito em coincidências e vai nascer numa data significativa. Digo eu - mas dia 22 não me diz nada nem é uma data relevante... Ah mas é para mim, que é a data do meu casamento.Portanto o filho é meu, mas nasce na data do casamento da outra para fazer a vontade à vizinha. É preciso dizer mais alguma coisa?


domingo, 24 de dezembro de 2017

Feliz Natal

Este ano os desejos natalícios, só podiam ser acompanhados por uma imagem destas...


sábado, 23 de dezembro de 2017

Passar o Natal constipada

Isto estava a correr tão bem! Desde que engravidei que não tive nenhuma amigdalite, faringite ou resfriado. Pensei que o meu sistema imunológico estava em altas, mas na recta final, resolveu dar um ar de sua graça. Não estou de língua de fora e a constipação é ligeira, ainda assim estou desejosa que passe rápido, porque não quero encher o bebé de vírus e bactérias assim que nasce!


sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

Baby capricórnio

Meu rico filho (como dizia a outra) só pode ser inteligente. Muito inteligente. Já nasce a fazer a vontade à mãe e é garantido que vamos ter um capricórnio. Tão cheio de boas características!

Criança de Capricórnio - Destinada ao sucesso

Fingir, fantasiar-se, brincar de esconde-esconde -- nada disso faz muito parte das prioridades do seu pequeno capricorniano. Essa criança é muito ambiciosa para desperdiçar seu tempo com brincadeiras tão inúteis!

Crianças de Capricórnio tendem a ser práticas e gostam de ser reconhecidas por seus acertos. Seu filho se esforçará para se destacar. Talvez ele saiba, desde bem novinho, o que vai querer ser quando crescer. Mas, se ele demorar para amadurecer ou para demonstrar interesse em alguma coisa, não se preocupe. Os capricornianos vão ficando cada vez melhores com a idade.

Crianças de Capricórnio são planejadoras. Elas precisam de sucesso e de aprovação. Seu filho vai querer que os outros o admirem por sua inteligência, suas habilidades e sua disposição para o trabalho, por isso, tente elogiá-lo bastante. Quando estiver maiorzinho, dar mesada e aumentar esse valor a cada aniversário é uma boa maneira de ensiná-lo sobre o valor das coisas. Não se surpreenda se ele colocar todo o dinheiro no cofrinho e usá-lo só de vez em quando, para comprar algo especial.

Seu pequeno capricorniano será um ótimo irmão mais velho, porque tem um grande senso de responsabilidade. Mas tente não sobrecarregá-lo muito cedo. Mesmo a mais séria das crianças precisa brincar e relaxar. Tente também mostrar ao seu filho a importância de ser flexível. Do contrário, será muito fácil para ele acomodar-se em uma única maneira de ser e de ver o mundo.

quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

The Handmaid's Tale


É só a série mais estranha deste ano! Mas é tão bizarra que acabo por ficar curiosa para perceber o que se vai passar...

terça-feira, 19 de dezembro de 2017

Luzes de Natal









Mantivemos a tradição de Natal de todos os anos e fomos ver as iluminações de Natal de Lisboa. Fomos explicar ao baby que vai viver numa casa de grandes entusiastas desta época e prometemos que no próximo ano, já prova um docinho de Natal...

segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

domingo, 17 de dezembro de 2017

Uma nova moda

Na minha última ida à maternidade a enfermeira que fez a triagem disse-me que quando eu fosse para o bloco de partos tinha que levar uma das unhas dos indicadores das mãos sem verniz, ou unhas postiças. Ela deveria querer dizer verniz de gel ou qualquer coisa do género. Eu sei que são enfermeiras, mas também são mulheres. Nestas situações não devemos supor que os outros saibam só porque sim. Apesar dela ser mulher, eu não suponho que saiba tudo sobre manicura. Tal como ela deveria explicar às grávidas porque não querem unhas tapadas nos blocos cirúrgicos. Como venho de família com vários médicos sei que desde que não tivesse verniz nas unhas dos pés também, aquilo que ela vê nas mãos também vê nos pés. Mas é mais prático ver nas mãos do que andar a tapar e destapar. Mas ela também deveria ter o bom senso de dizer - venham sem verniz. As mamãs que eu encontrar no bloco, com esta nova moda dos indicadores "destapados", já sei que passaram pela triagem daquela estranha enfermeira...


sábado, 16 de dezembro de 2017

Só para relembrar

Este ano tenho perfeita noção de que sr fofinho não viu nada das sugestões de presentes que coloquei no blogue. Também não pedi nada, nem fiz nenhum comentário aqui em casa, pelo que ele tinha carta branca para comprar aquilo que quisesse. E em pleno dia de intempérie lá foi sozinho ao centro comercial fazer as suas compras de natal. Não sem antes eu lhe mandar este recadinho...


sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

As mamas são vossas e os filhos também

Nisto dos blogues sobre maternidade, assistimos a um movimento fundamentalista sobre a amamentação. Faz lembrar o feminismo cego de há uns anos atrás em que era necessário (pensavam elas) ir para a rua queimar sutiãs. Parece-me que nesta situação como na maioria das coisas a atitude mais correcta é cada um meter-se na sua vida. Honestamente quero lá saber se as outras dão de mamar aos filhos ou não. As mamas são delas, os filhos também, porque é que eu tenho que ter opinião sobre isso?


E depois assim tudo bem exprimido e resumido aquilo a que assisto são a pessoas que não se sabem comportar. O facto de alguém querer dar de mamar a uma criança de 4 anos, incomoda-me zero. Porquê? Não é meu filho... Não tenho que contribuir para esse peditório. Agora o facto de estar a tomar o pequeno almoço, descansada numa pastelaria qualquer e a sra que está ao meu lado achar que pode e deve depositar as mamas na mesa do café para dar de mamar à criança é outra coisa. Tudo isto era bem mais simples se alguém lhes tivesse explicado que o respeito pelos outros vem em primeiro lugar, do que as liberdades que querem à força implementar. E que se calhar, só se calhar a liberdade delas termina, onde começa a minha. Afinal é tudo bem mais simples do que parece. Não é uma questão de direitos, mas de educação.

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Devo estar a ficar velha

Eu sei que o assunto fashion do momento é o casaco da parceria da Heidi Klum para o Lidl. Sim, este casaco é giro, é quente, é barato e existe uma série de bloggers e influencers a dizer que ele é um must have.


Pelos vistos só eu é que estou a ficar velha e fora de moda... é que o caso é giro, mas a última coisa que quero é sair à rua e ver mais uma dúzia de mulheres vestidas com o mesmo que eu.

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Ganhamos mais uma semana

Eu, o baby, o pai do baby e a médica temos andado envolvidos no processo do percentil que diminuiu e se seria necessário induzir o parto, para que o João ganhe peso cá fora. Mas estes 2650 gramas de gente é mais do que suficiente para continuar no útero da mãe. Voltamos lá daqui a 1 semana para fazer o toque e dar andamento a um parto normal. Até lá temos mais 2 aulas de preparação para o parto, vamos tentar distribuir presentes e fazer algumas visitas antes do Natal e tirar o verniz de gel das unhas, para irmos à vontade para o bloco de partos. Agenda preenchida.


terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Tá... mas onde é que estacionaram a nave?

O mal de fazer o curso da preparação para o parto é ter que conviver com muitas mulheres desconhecidas. É que aquelas que nós conhecemos, já sabemos onde foram buscar as boas e más ideias. E as dúvidas que elas têm também não me atormentam... são as certezas que me deixam amedrontada!
Coisas como - vou ser mãe pela primeira vez, mas tenho a certeza que não quero epidural. Sempre que oiço isto penso  - quase de certeza que estas vão ser as mães que à primeira dor dizem que mudaram de opinião e que afinal já querem qualquer coisa que lhes tire a dor. Só que o problema é que como tinham tantas certezas do que queriam e não queriam, não se deram ao trabalho de saber qual a melhor opção. Nem lhes passa pela cabeça que analgesia pela veia, além de não ser tão eficaz, entra na corrente sanguínea do bebé, e a da epidural não.
Também adoro quando me perguntam - ah mas tu ás 37 semanas ainda conduzes? E andas sozinha de carro? Já lhes tentei explicar que é da época do ano.. O Ambrósio anda a passear a madame do ferrero rocher e não tem disponibilidade para me conduzir a mim.
E a quantidade de grávidas que só esperam bebé para o mês de Março, mas já decidiram que não vão no Natal ver a família, que vive numa qualquer aldeia de Portugal, porque o bebé pode nascer durante a viagem?
E numa loja, quando alguém me pergunta - ai o bebé vai nascer quando? E eu respondo, pode ser já, aliás se vir liquido no chão foram as minhas águas que rebentaram...


segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

domingo, 10 de dezembro de 2017

Taras e manias

Cada um tem as suas, umas mais inofensivas que outras. Por aqui é impensável comprar roupa e usar, sem antes a lavar. Claro que numa situação de emergência isso pode acontecer, mas seria algo mesmo raro. Há uns anos em Londres tive tanto frio, que decidi comprar uns collants de aquecimento e claro que não os pude lavar antes de os usar, E agora quando vejo vídeos de mães a colocarem nos seus bebés roupas que nunca lavaram antes, até me dá arrepios! Será que têm alguma noção dos processos químicos porque aquelas peças passaram e os sítios onde andaram até chegarem às nossas gavetas?


sábado, 9 de dezembro de 2017

Sem fundamentalismos, mas

O pediatra do João já está escolhido. Sou super a favor do serviço nacional de saúde e considero que sou bem seguida no hospital público e continuo firme na minha convicção de que é o melhor sítio para ter o bebé. Mas... esta semana cheguei lá ao 12.30h para uma consulta que estava marcada para as 13h e só fui atendida às 18h. Para uma grávida de fim de tempo, isto é demais! Claro que nós adultos temos melhor capacidade para suportar este tipo de situações, mas se puder salvaguardar o meu filho deste tipo de circunstâncias, prefiro fazê-lo.




sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

As 37 semanas

Bebé terminado e pronto para vir ao mundo. Assim se de um momento para o outro deixarem de existir posts por aqui, é porque estamos na maternidade...


quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Prendas de Natal compradas

Este ano tinha mesmo que tratar das compras de Natal bem cedo, por causa do nascimento do baby. Claro que tenho fé que ele não seja um Grinch e só venha depois de dia 25 de Dezembro ao mundo. Tipo um menino Jesus tardio... ainda assim, as prendas já estão todas asseguradas!


terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Eu não devia partilhar por aqui estes pensamentos...

mas... ontem assisti ao programa prós e contras sobre o assédio sexual às mulheres, e olhei para o painel feminino que estava no programa e pensei - caramba, mas só mulheres feias é que se vão queixar do assédio? Não deve ser do delas, mas das outras...


segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

domingo, 3 de dezembro de 2017

Custou mas foi

Com tanta greve dos enfermeiros de obstetrícia durante os meses de Setembro e Outubro, os cursos de preparação para o parto tiveram que ser reagendados e no meu caso, até foi anulado. Com tudo isto tive que ir fazer a inscrição no centro de saúde numa fase em que já não tenho tempo para realizar todo o curso. Aliás nesta altura do campeonato até já pensava que não teria curso nenhum! Finalmente o telefonema lá foi feito e amanhã inicio a minha tardia preparação para o feliz acontecimento.


sábado, 2 de dezembro de 2017

Em repetição

Todos os anos digo a mesma coisa. Não sabem o que me oferecer no Natal? Pois eu sou a pessoa mais fácil de agradar. Basta ir a uma grande superfície e passar numa zara home ou numa rituals e trazer um ambientador ou uma vela. Mais simples que isto é dificil...








sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

A terminar o 8º mês

Não me sinto nenhum mapa de mazelas. Continuo a ver os meus tornozelos e a apertar bem os atacadores de sapatos. Por aqui ninguém anda à pato e o peso continua impecável, embora tenha um bebé bem grandinho à espera de nascer...


quinta-feira, 30 de novembro de 2017

A preparar-me...

para a chegada do baby. Isso implica gastar tempo e dinheiro numa coisa que não gosto muito de fazer, que é, ir ao cabeleireiro. Mas como por um lado detesto ter um aspecto desmazelado e por outro tenho este feitio chato de não gostar de depender de ninguém, decidi ir dar um trato no cabelo agora para mais tarde estar descansada. Descobri que as cauterizações capilaresjá começam a ficar ultrapassadas e que hoje em dia é preferível fazer uma reconstrução da fibra capilar. Então vamos lá tratar disso para que seja mais fácil manter o cabelo com bom aspecto depois do nascimento do bebé. Assim evito estar a pedir a alguém para tomar conta dele enquanto levo meia hora a tratar do cabelo ou estar a ausentar-me para o cabeleireiro e ficar preocupada com as horas dele comer ou se precisa de mim. Nada como antecipar o que pode ser antecipado, por muito que não me apeteça gastar esse dinheiro neste momento...





Ah sim, e hoje fazemos tudo. Unhas sobrancelhas e cabelo, A mamã sai de lá pronta para o que der e vier :-)

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Ser mãe e o Natal

Sim já passei na Pandora e este menino fica-me a matar. Tudo quanto sejam joias vintage ou arte nova são a minha cara, neste caso dedo.

Mas o bebé está quase a nascer e eu tenho 1 cão e 2 gatas em casa, pelo que está na altura de olhar para as coisas por um novo prisma... o da casa. É que afinal quem se vai irritar com os pelos nos tapetes e nos sofás sou eu.

E custa menos dinheiro que o anel...

terça-feira, 28 de novembro de 2017

Terminei as arrumações

Toda a roupa tamanho 0 e 1 mês lavada e arrumada nas gavetas, à espera do baby!


segunda-feira, 27 de novembro de 2017

domingo, 26 de novembro de 2017

Day... o quarto do bebé


Prometido é devido. Aqui vai a decoração do quarto do bebé, que já está pronto.








Com jeito tudo se combinou... verde, branco e cinza. Estrelas, selva e nuvens!

sábado, 25 de novembro de 2017

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

35 semanas de gravidez

Aquilo que muita gente não sabe...

Tentei engravidar sem sucesso durante 3 anos. Nunca ninguém leu aqui no blog que conseguia ou não engravidar, ou se estava sequer nos meus planos. Fora da blogosfera nunca me queixei, nunca desanimei, nunca pensei que fosse impossível, nunca fiz tratamentos para que pudesse acontecer. Limitei-me a viver. A vida tem tantas coisas boas, bonitas e importantes além de ser mãe... e eu concretizei muitas delas enquanto não engravidei. E agora que estou quase a ter o meu bebé nos braços tenho a certeza que esse foi o melhor caminho. Olho para o ano que está quase a terminar e penso - foi um ano péssimo a nível financeiro e da quantidade de stress e problemas que me surgiram. Não tive um único mês bom. Não pude compensar nenhuma dificuldade como fazia antigamente e ainda tive que lidar com as frustrações de quem me acompanha nesta aventura. Ainda assim, estou preparada para tudo isto e para entender que mais do que dizer que ter um filho é saber fazer sacrifícios, é sim fazer escolhas. E há algo melhor do que poder escolher o que queremos?