sábado, 29 de junho de 2013

Lá em Liliput somos todos assim

De vez em quando acordo para o mundo, olho as minhas colegas em volta e reparo nas graves aberrações que por ali andam. Vou fazer um sumário de coisas que deviam ser proibidas.


  • Usar frufrus em público depois da adolescência. Não percebo como é que raparigas nas casa dos 30 anos que vivem em Lisboa e têm acesso a todo o tipo de informação, conseguem sair á rua (e ir trabalhar) com uma coisa destas espetada no totiço!


Tenho vários puxinho de cabelo espalhados pela casa, pelo carro, pelo saco do ginásio... uso para lavar a cara, para prender o cabelo quando não o quero molhar, ou quando está um calor insuportavel e vou a conduzir com os vidros abertos e preciso de prender o cabelo numa emergência.
Tudo quanto não seja isto, é básicamente uma anedota.

  • Colocar imensa maquilhagem, sombras brilhantes e não disfarçar as olheiras... A intenção da maquilhagem é disfarçar as imperfeições e dar um ar de beleza natural sem esforço. Quando se maquilham sem prepararem e camuflarem a pele, ainda evidenciam mais as desgraças que por ali andam e frequentemente o resultado é este.


E esta menina até é bonita. Agora imaginem numa mulher feia...

  • Usar saltos altos sem saber andar com eles. Sempre na eminência do trambulhão e com a elegância de uma galinha com calos.


E o mais interessante é que isto acontece tudo com a mesma colega...

2 comentários:

Estagiário disse...

Adorei a parte dos saltos altos... No outro dia vi uma rapariga que parecia ter um problema nas pernas. só quando saiu do meio dos carros é que percebi que o problema não estava nas pernas XD

Susana Correia Dos Santos disse...

Pois é C o problema é que a maioria dessas raparigas estão mesmo "in the building"