terça-feira, 31 de janeiro de 2017

A idade certa para ver um filme

Tem essencialmente que ver com a maturidade para a interpretação dos factos ou da história que nos é apresentada. Este ano parece que só existem filmes para adultos muito adultos, na secção nomeados para os óscares. Por exemplo:


Resume-se a perda e culpa. Depois é a capacidade para viver com isso, ou a inexistência dessa capacidade.


Este supostamente seria fácil certo? Um musical levezinho cheio de boas energias e diversão. Para mim, só entende realmente este filme quem amou muito e se esbardalhou à séria. Quem viveu um ou mais amores que reencontra passados 10 anos e é inevitável pensar e se? E se tivesse ficado com ele como teria sido a minha vida? Seria a mesma pessoa? Será que fiz as escolhas certas?
Pois... afinal não é um musical assim tão inocente.

2 comentários:

Anónimo disse...

Vi o Manchester by the Sea porque o marido queria e nem espreitei criticas, nem o trailor. Não sabia bem para o que ia, gosto de ser surpreendida.
Conclusão, tive de "engolir" muita lágrima. Ver este filme tendo um filho pequeno e estando grávida de 9 meses é dose... E se nos acontecesse o mesmo? Dá que pensar.

Mas recomendo!

Susana Correia Dos Santos disse...

Sim no teu caso particular, a situação complicou, pensando na família e tendo que lidar com as hormonas da gravidez...