quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Sem medo da intempérie

Logo hoje que estou de folga, o sol não brilhou. Ontem fui dormir com a ideia de hoje acordar cedo e ir fazer uma caminhada de 7 ou 8 km para o paredão da costa, mas não há sol e está um frio de rachar. No ultimo fds foi complicado seguir a dieta á risca, porque tive dores de estomago e para ficar melhor tive que evitar os vegetais e os produtos lacteos. Agora que estou recuperada tenho que aproveitar para insistir na minha perca de peso. Assim resolvi ir fazer a minha caminhada para o parque da paz. Pensei, sempre é mais abrigado entre as arvores e pode ser que nos caminhos menos descampados o vento não sopre com tanta força. Bem... tenho a dizer que passados 5 minutos de percurso começou a chover e bem!!! Quem estava nos circuitos continuou a fazer o seu exercicio como se nada fosse e tendo em conta que já estava encharcada, voltar para trás de nada servia. Quando vou de férias para paises tropicais nunca me importo de apanhar chuva e de chegar ao final do dia cansada, desgrenhada e com a maquilhagem toda borrada, afinal porque haveria de me importar aqui? Passamos pouco tempo em comunhão com a natureza e hoje fui valente e enfrentei a intempérie andando mais de 1h á chuva. Vamos ver se amanhã não estou com uma valente constipação...

2 comentários:

João disse...

Gostei!!!

Ao Virar da Esquina disse...

Obrigada João!
Tenho estado a portar-me bem e realmente a minha condição fisica já melhorou um bocadinho, ainda não dá para escalar os Himalaias, mas pelo menos não me constipei com a chuva e o frio.

Estou ansiosa pela continuação da narrativa da tua viagem. As tuas palavras fazem-me sempre sonhar com mundos distantes, além de que escreves muito bem. Obrigada pelo sonho...