domingo, 25 de setembro de 2016

O monstro também precisa de amigos

Já cheguei àquela fase em que não só conheço bem o monstro que vive em mim, como aceito e gosto dele todos os dias. Nem sempre alimento o meu lado mostrengo, mas tenho reservas de energia que o trazem ao de cima quando é preciso. E do que é que um monstro precisa? De amigos igualmente monstruosos!


Ontem tivemos o jantar dos mostrenguitos! Basicamente somos amigos há vários anos e temos em comum traços de personalidade menos atractivos à vista da maioria dos mortais. Um porque é bruto, outro insensível, outro arrogante, segundo dizem.... Na verdade somos todos um bocado indiferentes ao que os outros pensam de nós e isso acaba por nos colocar no patamar dos "intratáveis". O que é certo é que nos regemos pela mesma batuta no que diz respeito a esta amizade em comum. Ninguém cobra nada a ninguém e podem passar meses sem noticias ou tempo para tomar um café que quando nos reencontramos é como se nos tivéssemos visto ontem. É de facto uma amizade monstruosa!

2 comentários:

Anónimo disse...

"Um porque é bruto, outro insensível, outro arrogante, segundo dizem..." Adorei! Até consigo adivinhar quem é quem :p

Susana Correia Dos Santos disse...

Eu "arrogante" me confesso a ti, sua insensível!