terça-feira, 16 de abril de 2013

Sobre o Cirque du Soleil

Este ano foi ligeiramente diferente. Houve muita confusão na marcação dos bilhetes e de uma 6f à noite passamos a ir num sábado à tarde. De um balcão 1 a 55 euros passamos para um balcão 0 sector 2 a 79 euros. Verdade seja dita que se fica muito proximo dos artistas e que o espectaculo visto dali causa outra sensação. Não pude tirar fotos porque não é permitido e os seguranças estão mesmo junto a barreira daquele local e qualquer movimento nosso é notado.
Aquilo que reparei - o pavilhão estava cheio, nem um lugar vago. Eu fui por acidente para aquela bancada e porque a madrinha ofereceu os bilhetes, porque na realidade a discrepância de valores entre os 55 euros e os 79 euros seria dificil de suportar por mim neste momento. Pensei que cada vez mais temos que escolher como gastamos o nosso dinheiro, mas a verdade é que aquele sector estava completo, principalmente por casais com filhos... gluupp... Terei eu dinheiro para dar 200 euros numa tarde para irmos em familia com o nosso filho ao cirque du solei?
Quando saímos do pavilhão atlântico fomos ao Centro Comercial Vasco da Gama (que parecia um terminal de comboios de tanta gente aos empurrões), para comer um gelado. Só havia haagen dazs. Resultado? 10 euros para dois gelados, um bocadinho caro para um lanche em tempos de crise. Vim para casa a pensar naquilo que vou conseguir proporcionar a uma criança - se - e quando - a tiver, se até para mim tenho dificuldade em fazer um programinha destes nos tempos que correm.
 
 
 

 

 
 
Quanto ao Cirque du Solei? Irrepreensivel como sempre. Continuo a dizer que é o meu espectaculo de eleição todos os anos, e enquanto puder ir assim o farei.
 

2 comentários:

Maria disse...

era algo a que gostava de ir

Susana Correia Dos Santos disse...

Então coloca na tua lista de projectos porque para o proximo ano eles estão de volta :-)